Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

Enquanto a disputa pelo posto de melhor concorrente do Twitter continua, as empresas de tecnologia competem para determinar quem terá o melhor modelo de linguagem de inteligência artificial generativa.

Agora, a Meta está prestes a lançar sua versão, LLaMA, permitindo que startups e empresas desenvolvam produtos personalizados com base no modelo. A informação é do Financial Times.

VAZAMENTO. Embora a tecnologia da Meta seja atualmente gratuita e de código aberto, há planos para explorar a possibilidade de cobrar clientes empresariais pela capacidade de ajustar o modelo às suas necessidades usando seus próprios dados proprietários, segundo o FT.

Em fev.23, a empresa liberou seu modelo para pesquisadores. Um mês depois, ele vazou quase completamente no 4chan, levando os desenvolvedores da Meta a construírem em cima dele em violação às regras de licenciamento, que especificam que ele não deve ser usado em produtos comerciais.

CURIOSIDADE. A Meta está realizando fóruns de comunidade, em parceria com acadêmicos, para conduzir consultas deliberativas sobre temas relacionados às suas novas tecnologias. O próximo será sobre IAs generativas. O objetivo é discutir os riscos, benefícios e a abordagem da plataforma em relação à tecnologia.

Via Financial Times (em inglês)

Texto Sofia Schurig
Edição Alexandre Orrico

MetaInteligência Artifical
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.