Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

O trabalho via aplicativos, parte integral da economia informal brasileira, é sabidamente precarizado. Mas relatórios como o FairWorks Brasil 2023, lançado hoje (25.jul) ajudam a dar uma visão panorâmica do quão injusta é a situação de aproximadamente 1,5 milhões de trabalhadores.

O estudo analisou 10 plataformas com os seguintes princípios da entidade: remuneração, condições de trabalho, contratos, gestão e representação.

As dez empresas avaliadas no Brasil foram 99, Americanas Entrega Flash, AppJusto, GetNinjas, iFood, Lalamove, Loggi, Parafuzo, Rappi e Uber.

No total, 7 aplicativos zeraram todos os quesitos. Apenas as plataformas AppJusto, com 3 pontos, Ifood, com 2, e Parafuzo, com 1, pontuaram. Nenhuma plataforma pontuou nos itens condições de trabalho e representação.

Motoristas de app sofrem com discriminação e suspensões injustas, diz relatório
Pesquisa identificou que pessoas não brancas têm suas contas banidas por Uber e Lyft de maneira desproporcional
A máquina oculta de propaganda do iFood
Como agências de publicidade a serviço do app de delivery criaram perfis falsos em redes sociais e infiltraram agente em manifestação para desmobilizar movimento de entregadores

via FairWorks Brasil

Texto Leonardo Coelho
Edição Alexandre Orrico
99americanasAPPJustoGet NinjasiFoodlalamoveloggiparafuzoRappiUber
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.