Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

Governos dos Estados Unidos e de outros países estão exigindo que empresas de tecnologia forneçam informações sobre notificações push para identificar dispositivos de pessoas monitoradas pelo Estado, de acordo com uma carta publicada pelo senador americano Ron Wyden nesta quarta-feira (6.dez).

MONITORAMENTO. Na carta endereçada ao Departamento de Justiça (DoJ) dos EUA, Wyden afirma que agentes americanos e estrangeiros estariam solicitando dados da Google e Apple para rastrear celulares.

PORQUE IMPORTA. Notificações push podem incluir informações relevantes, como mensagens e atualizações de aplicativos. Para o senador, isso coloca ambas as empresas em uma “posição única para facilitar a vigilância do governo sobre como os usuários estão utilizando determinados aplicativos de forma específica”.

OUTRO LADO. Em nota à imprensa, a Apple afirmou que a carta do parlamentar proporcionou a “abertura necessária” para a empresa poder compartilhar mais detalhes com o público sobre como os governos estão monitorando notificações push.

A Apple disse que, neste caso específico, o governo federal dos EUA os proibiu de compartilhar qualquer informação.

Até o momento, o Google não comentou sobre o tema.

Via Reuters (em inglês)

AppleGoogle
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.