Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

Seguindo o padrão do ano passado, as big techs iniciaram o novo ano com rodadas de demissões. O Google vai demitir centenas de colaboradores envolvidos no desenvolvimento de produtos, incluindo equipes dedicadas a projetos de conhecimento e informação.

Em 2023, o Google demitiu mais de 12 mil pessoas em todo o mundo.

Amazon começa 2024 com mais uma demissão em massa
Centenas de pessoas foram demitidas na Twitch, Prime Video e no Amazon MGM Studios.

O QUE SABEMOS. A comunicação da empresa confirmou a eliminação de “algumas centenas” de posições em suas equipes de hardware e Google Assistente, além da saída dos cofundadores da Fitbit, subsidiária que fabrica produtos fitness e foi adquirida pelo Google em jan.21.

PRIORIDADES. “Ao longo do segundo semestre de 2023, várias de nossas equipes fizeram mudanças para se tornarem mais eficientes e trabalharem melhor, e para alinhar seus recursos às suas maiores prioridades de produto”, disse um representante do Google em um comunicado ao Axios.

4 MESES. A última grande demissão na empresa foi em set.23, quando centenas de funcionários foram dispensados da equipe global de recrutamento devido à redução na quantidade de contratações.

VEM MAIS? Ainda não se sabe o número total de projetos e pessoas afetados. O The Verge sugeriu a possibilidade de o Google escolher comunicar as notícias negativas de forma gradual, ao invés de fazê-lo de uma só vez.

Via The Verge, New York Times e Semafor (todos em inglês)

Google
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.