Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

A Amazon começou o ano novo com uma nova rodada de demissões em massa em suas subsidiárias. Centenas de pessoas foram demitidas na Twitch, Prime Video e no Amazon MGM Studios.

Faz pouco tempo que a big tech demitiu 180 pessoas em sua divisão de jogos. No primeiro trimestre de 2023, a empresa dispensou mais de 27 mil funcionários.

TWITCH. O primeiro corte é na Twitch, que perderá cerca de 35% de sua força de trabalho, ou aproximadamente 500 pessoas. Em mar.23, a empresa demitiu 400 pessoas.

Os planos de demissão em massa ainda não foram oficialmente anunciados, mas foram reportados pela Bloomberg, que afirmou que o modelo de negócios da Twitch permanece não lucrativo nove anos após a aquisição pela Amazon.

O Núcleo apurou que funcionários começaram a se despedir nesta terça (10.jan) no Slack na empresa.

As avaliações de gigantes de tecnologia no Glassdoor
Demissões em massa parecem ter afetado pouco as notas gerais das Big Tech no Glassdoor, uma plataforma de avaliações anônimas de empregos

AUDIOVISUAL. O segundo corte foi no setor audiovisual, no Amazon MGM Studios e no Prime Video, o serviço de streaming da big tech.

Segundo um email interno enviado aos funcionários pelo chefe de entretenimento da empresa, Mike Hopkins, “várias centenas de funções” serão eliminadas, principalmente nas Américas, até o final da semana.

Hopkins justificou os cortes como parte de uma estratégia de redução de custos e priorização de investimentos. Ele afirmou que a empresa pretende concentrar-se em “iniciativas de conteúdo e produtos que geram o maior impacto”.

Prime Video terá anúncios nos EUA e outros países a partir de 2024
Nada foi dito sobre o Brasil (ainda). O serviço oferecerá uma opção sem anúncios mediante pagamento mensal adicional.

Via Variety e The Verge (ambos em inglês)

DemissõesAmazonTwitch
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.