Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

Fenômeno nas redes sociais, o deputado federal André Janones (Avante/MG) chegou a pontuar em pesquisas de intenção de voto quando era pré-candidato à presidência da República, apesar de ser relativamente desconhecido.

Mas, num movimento inesperado, desistiu da pré-candidatura, resolveu apoiar Lula e passou a colaborar com a campanha digital do ex-presidente, mais ou menos como aquele sobrinho que manja dos compiuter.

A novidade foi — e segue sendo — bem recebida por perfis que apoiam a candidatura do petista.

Mas o estilo agressivo das postagens de Janones, que espelham intencionalmente o bolsonarismo, tem incomodado algumas pessoas.

Só nesta quarta-feira (24), por exemplo, ele ligou a família Bolsonaro ao assassinato de Marielle Franco e chamou a Jovem Pan de "bolsonaristas de merda" e "vagabundos".

Para o bem ou para o mal, Janones tem sido visto como "Carluxo da esquerda".

Diante das críticas, outra vez emulando o bolsonarismo, o deputado pediu que aqueles que apoiassem a sua estratégia twittassem a frase "JANONES EU AUTORIZO".

No que foi prontamente atendido.

O próprio Janones explanou seu método nada sutil com este... cartum nada sutil.

Bolsonaristas têm respondido com denúncias de rachadinha e assédio moral contra o deputado. Segundo Janones, a estratégia é mesmo essa: deixar que os adversários se ocupem com ele, enquanto Lula fica tranquilo para tocar sua campanha.

Vai funcionar? Vamos ver o que vem por aí. Não dá pra saber ainda.

Twitter/X
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.