Patriota do caminhão sai da internet para entrar na História

Assustado com a repercussão do meme, o comerciante Junior Peixoto sumiu das redes sociais. Mas depois aceitou dar entrevista e até posar para fotos

Receba de graça a newsletter Garimpo


Parece que foi meses atrás, mas não tem nem uma semana que o patriota do caminhão surgiu, pendurado perigosamente, nas nossas vidas.

O Felipe Neto fez um apanhado de alguns dos sub-memes que já viraram clássicos.

Mas tivemos ainda o patriota numa montanha russa.

No trio elétrico da Daniela Mercury.

Numa marchinha de carnaval.

No Enem.

Como bonequinho artesanal.

E como boneco comercial (Corbe Toys, R$ 89,90).

Em entrevista à Folha, o proprietário da loja, Luís Aizcorbe, disse que o primeiro lote, de 1.000 unidades, esgotou.

Divulgação

Assustado com a repercussão do meme, o patriota do caminhão tornou privadas suas redes sociais.

Na última sexta-feira (4), deu uma espécie de não-entrevista ao G1. Ao portal, Junior Cesar Peixoto, que tem 41 anos e é comerciante, disse apenas: "Eu não queria conversar porque já fui muito exposto."

Mas agora ele parece estar se entregando à fama. Deu uma entrevista mais completa à Folha, publicada nesta segunda-feira (7.nov), e até posou para fotos.

No trecho mais revelador da conversa, Peixoto diz que percorreu cerca de 6 km agarrado ao caminhão e que o veículo pode ter chegado a 100 km/h durante a insólita carona. "Quando o caminhão começou a desenvolver velocidade, eu estava certo que iria morrer. Estava convicto que aquele era o meu último dia de vida."

Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca