Preço de terreno na periferia do metaverso

Custa em torno de R$ 30 mil e, acredite, tem gente falando sério sobre isso.

Receba de graça a newsletter Garimpo


A Rita Wu, apresentadora e especialista em tecnologia, participou da 18ª edição do podcast No Lucro, da CNN, falando sobre como ganhar dinheiro no metaverso.

A conta do programa no TikTok publicou alguns trechos da conversa, como este, em que ela fala sobre casamentos e comércio de terrenos nos mundos virtuais.

@nolucrocnn

Quem aí chuta quanto custa casar no metaverso? #NoLucroCNN #podcast #metaverso #casamento #dinheiro

♬ som original - No Lucro, by CNN Soft

O vídeo acima tinha mais de 100 mil visualizações no TikTok quando este post foi publicado, e passou de 400 mil no Twitter, em uma versão compacta compartilhada pelo Daniel Bastoli.

Eis a transcrição do que a Rita fala no vídeo:

"A primeira coisa é escolher em que metaverso [você] quer casar. Segundo, se a gente vai comprar um terreno — dependendo da plataforma, a gente precisa comprar um terreno, pra ser um builder, um desenvolvedor — ou se a gente vai alugar o espaço de alguém que já tem o terreno. Até porque comprar um terreno, dependendo do metaverso, é muito caro.

Inclusive, na época em que a gente casou, um terreninho básico dentro do Decentraland, de 16x16, que é muito pequeno, não daria pra fazer um casamento, custava aí na faixa de, fazendo as conversões, da criptomoeda do Decentraland, que é o mana, e como o Decentraland é um metaverso baseado em blockchain, então a mana tá muito atrelada à flutuação do ether, que é a moeda da Ethereum, que tá atrelada também a todas essas flutuações do dólar. Então, enfim, era muito caro a gente comprar um terreninho básico, longe, na periferia do metaverso."

O pessoal no Twitter achou a coisa toda meio... cringe.

E o Gabriel adaptou a foto clássica do Tuca Vieira pra retratar a desigualdade social dentro do metaverso.

E você? Alugaria um terreno pra morar na periferia do metaverso?


Faça parte da conversa

Apoie o Núcleo para publicar seu comentário, reagir à matéria e participar da conversa. Caso já seja apoiador ou apoiadora, faça login abaixo sem senha, usando apenas seu email.


Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca