Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

Nesta terça-feira (27.jun), a CPI de 8 de janeiro rendeu alguns momentos interessantes durante o depoimento do coronel Jean Lawand Júnior, que teve conversas de teor supostamente golpista com o ex-ajudante de ordens de Bolsonaro, Mauro Cid.

O principal deles foi a lista que o militar levou para orientar a si mesmo. Lá constava a expressão enigmática "sem cagoete".

Lawand depois explicou que estava se referindo a cacoetes, mesmo, não a caguetar alguém.

A fotojornalista Gabriela Biló, da Folha, explicou como conseguiu a foto:

Outro momento que viralizou foi quando o deputado federal Aliel Machado (PV-PR) dirigiu-se ao depoente como "coronel" e perguntou a ele sua patente. "Sou coronel", respondeu o coronel.

Apesar da graça relativamente inegável, o vídeo está fora de contexto. O objetivo do deputado era sublinhar que Lawand e Mauro Cid fazem parte do alto escalão do Exército:

Viralizou também outro vídeo, mais editado ainda, estendendo o silêncio que houve depois de uma frase esquisitíssima de Nikolas Ferreira (PL-MG): "Se a minha vó tivesse dente, ela chupava uva."

A conclusão é a de sempre: não acredite em absolutamente nada que você vê na internet.

Twitter/XInstagram
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.