Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

Roubaram no Rio o celular do Will Whitney, membro da equipe técnica da Lana Del Rey, que está em turnê no Brasil. (Nos primeiros relatos, ele foi apresentado como baterista da cantora, mas trabalha com ela como técnico de bateria e baixo.)

O rapaz surtou e resolveu culpar o país inteiro: "Acabei de ter o meu iPhone roubado da minha mão por um pedaço de merda numa moto. Foda-se este país inteiro. Eles não merecem música ao vivo. Mal posso esperar para ir para casa. #Foda-seOBrasil #LixosHumanos", escreveu no Instagram, num post que já foi deletado.

Pelo jeito, ele não conhecia a estratégia do celular do ladrão.

O carinho da população veio rápido: "babaca", "burro", "cara de pateta gringo"...

@raissinhapvp

♬ som original - raissinhapvp

O baterista da cantora Mitski, o brasileiro Bruno Esrubilsky, chamou-o de "dickhead" ("cabeça de rola", em tradução livre) e disse que ele "desrespeitou um país inteiro".

Descobriram ainda que o funcionário da Lana segue um perfil cheio de publicações homofóbicas.

Depois do surto, ele pediu desculpas e disse que estava sob forte emoção quando resolveu xingar o Brasil inteiro.  

A Lana Del Rey tem mais um show marcado no Brasil, neste sábado (3.jun), em São Paulo. É muito provável que a plateia lhe faça uma bonita homenagem.

Twitter/XInstagramTikTok
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.