Em meio à pandemia de coronavírus e de políticas de isolamento social que paralisaram boa parte da economia nacional, o governo do presidente Jair Bolsonaro interrompeu o enxugamento do Bolsa Família, e o número de famílias beneficiadas cresceu 9,3% em abril sobre março, chegando a 14,27 milhões.

A alta no total de beneficiários faz parte das ações do governo federal para ampliar assistência às pessoas mais carentes e vulneráveis, como resposta à crise econômica causada pela epidemia.

No entanto, o aumento acontece em um momento excepcional, e é precedido de repetidas quedas nos últimos 12 meses. Desde junho de 2019 o número de famílias no Bolsa Família não ficava acima de 14 milhões.

bf_familias_abril


É importante porque...
  • O Bolsa Família é o maior programa social do Brasil, e parte essencial de políticas do governo para mitigar os efeitos econômicos da epidemia de coronavírus

  • Em momento de isolamento social para combater a COVID-19, em que muitas pessoas não estão saindo para trabalhar, as famílias recipientes precisam de renda mais do que nunca


O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, já havia sinalizado no fim de março que o número de famílias beneficiadas ficaria acima do patamar de 14 milhões.

Mesmo assim, o dado destoa do enxugamento resultante de políticas de ajuste fiscal da equipe econômica liderada por Paulo Guedes, como já mostrou o Núcleo, e escancara a urgência de auxílios emergenciais para combater a crise financeira e o desemprego durante a epidemia, algo apoiado até pelos economistas mais liberais.

Assim, o número de famílias beneficiadas, que caiu em nove dos últimos 12 meses, chegando a 13,06 milhões no menor nível, subiu para 14,27 milhões.

mês famílias beneficiadas variação (%) sobre mês anterior
01/2019 13.760.886 -2,7
02/2019 13.914.330 1,12
03/2019 14.105.240 1,37
04/2019 14.134.323 0,21
05/2019 14.339.058 1,45
06/2019 14.072.368 -1,86
07/2019 13.841.302 -1,64
08/2019 13.826.716 -0,11
09/2019 13.537.137 -2,09
10/2019 13.505.758 -0,23
11/2019 13.189.567 -2,34
12/2019 13.170.607 -0,14
01/2020 13.228.015 0,44
02/2020 13.216.880 -0,08
03/2020 13.058.228 -1,2
04/2020 14.274.274 9,31
Fonte: API Ministério da Cidadania

O Núcleo consultou a API oficial do Bolsa Família oficial do Ministério da Cidadania nesta sexta-feira, 1º de maio, e os dados de abril já constavam lá - mas ainda não no site.

Reportagem do UOL no fim de abril mostrou que o governo havia usado apenas uma pequena parte do montante destinado ao programa social, segundo dados do Tesouro Nacional.

bf_familias_pct_abril

METODOLOGIA

O Núcleo baseou todas as suas análises em dados fornecidos diretamente pelo Ministério da Cidadania, sob a rubrica do Ministério do Desenvolvimento Social. Essas informações foram obtidas diretamente da API tal como disponibilizada no Portal de Dados Abertos do governo federal, que contém valores e números de famílias agrupados por município.

É possível encontrar dados do Bolsa Família também no Portal da Transparência do governo federal.

A extração dos dados e as análises foram feitas utilizando a linguagem de programação R, e os códigos podem ser encontrados integralmente neste link.

Por termos feito apenas uma agregação dos dados oficiais disponibilizados, sem juízo de valor, o Núcleo não entrou em contato com o governo para pedir esclarecimentos. Se governo, organizações ou pessoas desejarem enviar algum esclarecimento acerca desses dados, favor contatar os editores no email [email protected].

Essa reportagem pode ser atualizada caso os dados sejam atualizados.

Análise Sérgio Spagnuolo
Gráficos Sérgio Spagnuolo
Arte Rodolfo Almeida
Edição Alexandre Orrico
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.