TikTok e Snapchat anunciam medidas de segurança na Rússia e Ucrânia

As duas redes restringiram recursos para dar mais segurança a usuários ucranianos e russos.

As empresas de redes sociais ocidentais tomaram novas medidas contra a Rússia à luz da invasão promovida pelo seu presidente, Vladimir Putin, à Ucrânia:

  • No domingo (6.mar), o TikTok suspendeu as lives e novos conteúdos em vídeo na Rússia devido à nova lei de “notícias falsas” instituída no país. Entre outras coisas, a lei pune com até 15 anos de prisão quem chamar a invasão russa de “guerra”. O serviço de mensagens dentro do app não foi afetado.
  • Dias antes na sexta (4.mar), o TikTok havia informado que passaria a etiquetar conteúdos publicados por empresas de mídia estatais russas, como RT e Sputinik.
  • Na sexta (4.mar), o Snapchat desativou o “mapa de calor” de novos snaps publicados na Ucrânia como medida de segurança.

Outras medidas já haviam sido tomadas por essas e outras empresas do setor na primeira semana de guerra. Veja um compilado delas:

O que as redes sociais já fizeram para conter a desinformação russa
Meta, TikTok, Twitter e YouTube se posicionam na guerra de desinformação promovida pela Rússia.

Via @snapchatsupport/Twitter, @TikTokComms/Twitter e TikTok (todos em inglês).


Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca