Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

O Twitter está atendendo a mais pedidos de autoridades ao redor do mundo sob a administração de Elon Musk, de acordo com reportagem do site Rest of World publicada nesta quinta-feira (27.abr.2023), citando dados reportados pela própria rede social.

  • Desde que Musk assumiu, a empresa recebeu 971 solicitações de governos, e atendeu inteiramente a 808 dos pedidos e parcialmente em 154 casos. A empresa não deixou de atender a um pedido sequer;
  • Antes de Musk tomar controle do Twitter, a empresa atendia a cerca de 50% dos pedidos. Esse número agora está em 80% (considerando o semestre);
  • Nos primeiros seis meses de Musk, o total de pedidos de governos recebidos pela empresa superou o total dos 12 meses anteriores.

Os pedidos, que partem de países como Índia e Turquia, incluem ordens de remoção de posts e solicitações de dados privados de usuários anônimos. Em jan.2023, por exemplo, o governo indiano ordenou que o Twitter derrubasse publicações que contivessem trechos de um documentário da BBC sobre o premiê indiano Narendra Modi.

DADOS. As informações sobre os pedidos vêm da base de dados Lumen, que reúne ordens de governo e autoridades recebidas por plataformas, e que é mantida pelo Berkman-Klein Center for Internet & Society, da Universidade de Harvard.

Uma reportagem publicada pelo Núcleo em nov.2022 alertou para a possibilidade de que o Twitter passasse a cumprir mais frequentemente com pedidos de governos, inclusive em contextos autoritários. Isso porque, com capacidade de resposta reduzida após diversas demissões, a empresa poderia acabar cooperando mais.

O que o Twitter sob Musk significa para o Sul Global
Especialistas em direitos digitais apontam menor segurança para usuários e piora da qualidade de conteúdo que prejudicam os mais vulneráveis
Texto Laís Martins
Edição Sérgio Spagnuolo
Twitter/X
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.