O Google anunciou a continuidade de um programa orientado a organizações de jornalismo no Brasil, mesmo após cortes de custos e demissões de mais de 12 mil funcionários em 2023.

POR QUE IMPORTA? Toda ajuda para jornalismo é bem-vinda, especialmente com uma duradoura crise de financiamento no setor originada por mudanças de modelos de negócios e forte concorrência por publicidade e atenção de leitores(as).

É também necessário considerar que jornalistas investigam e denunciam crimes e conteúdos nocivos que circulam em grandes plataformas sem moderação adequada – ou seja, tais recursos são necessários.

Mas a iniciativa também reforça a já grande presença da Big Tech no meio jornalístico do país.

PROGRAMA. O braço de apoio a notícias do Google, o GNI, informou a abertura de inscrições para o Startups Lab Brasil 2023, e vai selecionar 15 organizações para participar de um programa de empreendedorismo de 8 semanas.

Cada organização receberá $3.000 (cerca de R$15.000) como ajuda de custo, e cinco dessas startups que se destacarem receberão $10.000 como premiação.

[DISCLAIMER] Esse é o mesmo programa que o Núcleo participou em 2021, quando recebeu um grant de US$20 mil. O Núcleo não aceita nenhum aporte, investimento, doação ou apoio financeiro condicionado a qualquer interferência na nossa liberdade editorial, ou seja, nas reportagens que publicamos e até nos apps que desenvolvemos. Você pode acompanhar nossa cobertura do Google neste link e notar que a gente não deixa nada barato.

CONTEXTO. O Google é um dos maiores apoiadores de veículos jornalísticos no Brasil, tendo desembolsado milhões de reais nos últimos anos com publicações grandes (como Folha, Globo e Estadão) até pequenas organizações independentes.

A empresa, junto a outras gigantes de tecnologia, é vorazmente contra regulamentações que visam obrigar pelo pagamento de conteúdo jornalístico distribuído em suas plataformas. Mais recentemente, em resposta a uma nova legislação, o Google parou de publicar notícias no Canadá.

No Brasil, o PL 2370/2019, o chamado PL dos Direitos Autorais, tem encontrado resistência de empresas de tecnologia.

Um geralzão da nova proposta de regulação de direitos autorais
Fatiado da PL das Fake News e inserido em projeto que visa modernizar direito autoral, remuneração ao jornalismo tem semana decisiva.
Google bloqueará notícias no Canadá
Google segue os passos da Meta. Decisão é resposta a lei que as obriga a pagar por links de notícias.
Por Sérgio Spagnuolo
GoogleRegulação
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.