Algoritmo do TikTok ainda sugere conteúdo sobre fraude eleitoral, mostra relatório

Relatório diz que, apesar de possíveis mudanças pela plataforma, algoritmo ainda entrega conteúdo anti-democrático a usuários que buscam por termos neutros #NúcleoNasEleições

O TikTok segue recomendando conteúdo que coloca em xeque a integridade do processo eleitoral a usuários que pesquisam por termos ligados às eleições, mesmo após ajustes no sistema de recomendação da plataforma, mostrou relatório da SumOfUs publicado neste sábado (29.out.2022).

QUEDA DRÁSTICA... Segundo a organização, após a publicação de reportagem do jornal Folha de S. Paulo em 9.out o TikTok "parece ter implementado mudanças para salvaguardar contra desinformação eleitoral no Brasil".

Pesquisadores viram uma "queda drástica" nos vídeos recomendados que levantam dúvidas sobre as eleições.

No TikTok, hashtags golpistas acumulam milhões de views
Vídeos com hashtags contra o processo eleitoral publicados há mais de um ano seguem ativos e têm dezenas de milhões de visualizações, apesar de parceria do TikTok com TSE

MAS AINDA ASSIM... Nos dias que antecedem o 2º turno, porém, pesquisadores da SumOfUs identificaram que a plataforma ainda recomenda vídeos sobre fraude e de teor golpista quando se busca por termos neutros como: fraude , intervenção e urnas.

  • Quando buscou-se por urnas , 5 das 8 palavras-chave recomendadas questionavam a integridade dos resultados eleitorais.
  • Ignoradas as palavras-chave sugeridas e confirmada a busca pelo termo neutro urnas, identificou-se que dos 6 vídeos rotulados como "Best Videos", 4 levantavam dúvidas sobre a urna eletrônica, totalizando 1,5 milhão de visualizações.
  • Ao buscar por intervenção , 3 das 8 palavras-chave recomendadas tinham ligação com intervenção militar.

BLOQUEIO. Segundo o relatório, o TikTok parece ter bloqueado buscas pelo termo fraude. Mas ainda é possível acessar esse conteúdo clicando na hashtag #fraude ou #fraudenasurnas a partir de outro vídeo do TikTok.

Quando pesquisadores buscaram pelo termo #urnaseletronicasfraudulentas, todos os resultados entregues pela plataforma continham desinformação eleitoral e acumulavam, juntos, meio milhão de visualizações.

TikTok e Kwai levam desinformação e Exército ao WhatsApp
41,3% dos vídeos com mais interações em grupos pró-bolsonaro do Whatsapp em julho e agosto foram feitos no TikTok ou Kwai.

AÇÃO. Como nos relatórios anteriores, a organização reitera que ainda há tempo para que o TikTok e outras empresas tomem medidas para proteger a integridade das eleições brasileiras e pede que o TSE avalie o conteúdo revelado no relatório e aplique medidas adequadas para exigir sua remoção e multas cabíveis.

Um padrão semelhante de recomendação de conteúdo questionando a integridade do processo eleitoral foi identificado pela SumOfUs nas plataformas da Meta:

Meta recomenda conteúdo sobre fraude eleitoral, diz relatório
Relatório mostra também que plataformas da Meta estão servindo como megafone para discurso de fraude de Bolsonaro

"Esse esforço coordenado de forças da extrema-direita para sequestrar a conversa política usando plataformas como Facebook, Instagram e TikTok deveria soar alertas para executivos da Meta e TikTok – dado que atores ruins usaram exatamente o mesmo manual de plataformas durante as eleições de 2020 nos EUA, culminando nos eventos chocantes de 6.jan.2021", escreveu a organização.

Por meio da assessoria de imprensa, o TikTok informou:

"O TikTok leva com a máxima seriedade a responsabilidade de proteger a integridade da plataforma e das eleições e agradece as sugestões de ONGs, acadêmicos e outros especialistas. Continuamos a investir em nossa política, segurança e equipes para combater a desinformação eleitoral, uma vez que também oferecemos acesso a informações de fontes oficiais por meio do Guia das Eleições".

A empresa disse também que ao buscar por Eleições 2022 no TikTok, o usuário encontra um banner com o Guia das Eleições.


Texto atualizado às 15h50 de 29.out para incluir posicionamento do TikTok.

Texto Laís Martins
Edição Sérgio Spagnuolo

Veja nossas publicações abertas

Você se inscreveu no Núcleo Jornalismo
Legal ter você de volta! Seu login está feito.
Ótimo! Você se inscreveu com sucesso.
Seu link expirou
Sucesso! Veja seu email para o link mágico de login. Não é preciso senha.
Por favor digite ao menos 3 caracteres 0 Resultados da busca