Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

Dezenas de demissões de Big Techs, contabilizando milhares de funcionários, foram anunciadas apenas em janeiro de 2024 – colocando desligamentos no setor de tecnologia novamente no noticiário após a carnificina de 2023, que cortou empregos de centenas de milhares de trabalhadores de tecnologia.

Os dados são do site Layoffs, que monitora demissões em massa de empresas de tecnologia.

AMAZON. Após finalizar a aquisição da iRobot, a Amazon anunciou que iria demitir 31% dos funcionários da fabricante de aspiradores robô (cerca de 350 pessoas), e que o CEO, Colin Angle, deixaria o cargo com efeito imediato.

A Amazon também demitiu 30 pessoas na Buy with Prime, um serviço do Prime Video.

YOUTUBE. A rede social de vídeos demitiu 100 funcionários. O Google, dono do YouTube, já havia demitido mais de mil pessoas na semana anterior — afetando também o escritório brasileiro.

MICROSOFT. A divisão de jogos da Microsoft, dona do estúdio de jogos Activision Blizzard e do videogame Xbox, demitiu aproximadamente 1.900 pessoas, cerca de 8% do total de funcionários do setor.

Faz menos de seis meses que a Microsoft comprou o estúdio de jogos em uma disputa regulatória complexa, devido a debates sobre o poder de monopólio da empresa na indústria de games.

TIKTOK. Cerca de 60 funcionários da rede social chinesa foram demitidos na semana passada, a maioria na divisão de vendas e publicidade nos Estados Unidos. O motivo seria redução de custos.

ALPHABET. A holding do Google, a Alphabet, demitiu dezenas de funcionários em seu laboratório de inovação tecnológica, conhecido como X. O número exato de pessoas afetadas não foi divulgado.

Segundo a Bloomberg, a divisão agora está adotando uma nova estrutura que permitirá que seus projetos se tornem mais facilmente startups independentes, com apoio tanto da Alphabet quanto de investidores e patrocinadores externos.

DISCORD. A plataforma de mensagens Discord também anunciou o desligamento de 17% de seus funcionários (cerca de 170 pessoas).

OUTRAS. Riot Games (530 demitidos) e Ebay (1.000) também anunciaram demissões em massa.

As avaliações de gigantes de tecnologia no Glassdoor
Demissões em massa parecem ter afetado pouco as notas gerais das Big Tech no Glassdoor, uma plataforma de avaliações anônimas de empregos

Via Layoffs.fyi (em inglês)

DemissõesYouTubeAlphabetTikTokMicrosoftGoogleAmazonDiscord
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.