Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

Em uma recente rodada de demissões de fim de ano, o CEO do Spotify, Daniel Ek, anunciou a demissão em massa de 1.500 funcionários, totalizando uma redução de 25% na força de trabalho desde jan.23.

POR QUÊ? Em um comunicado à imprensa, Ek explicou que o Spotify está lidando com um ambiente econômico desafiador, marcado por crescimento lento e custos elevados. Ele afirmou que, nos últimos anos, a empresa realizou uma grande expansão da equipe, produção de conteúdo, marketing e novos setores, resultando em uma estrutura de custos excessiva e perda de eficiência.

IMPACTO. Os funcionários afetados pela decisão terão direito a benefícios como indenização, férias, assistência médica, apoio aos serviços de imigração; se necessário, e serviços de recolocação.

FUTURO. No comunicado, Ek disse que a empresa continuará investindo e fazendo apostas ousadas, mas com uma abordagem mais focada e estratégica.

As avaliações de gigantes de tecnologia no Glassdoor
Demissões em massa parecem ter afetado pouco as notas gerais das Big Tech no Glassdoor, uma plataforma de avaliações anônimas de empregos

Via Spotify Newsroom (em inglês)

DemissõesSpotify
Venha para o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.