Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

Recentemente a influencer Nath Finanças, com seus mais de 600 mil seguidores, chamou atenção em seu perfil no X/Twitter sobre os valores que ela recebeu da plataforma. Pouco mais de R$7 mil (retroativo do ano até setembro).

O post chamou atenção pra novidade de que a rede social de Elon Musk agora está monetizando alguns criadores de conteúdo também no Brasil. Desde o final de ago.23 as contas brasileiras verificadas (ou seja, que pagam uma da plataforma) podem participar do programa de divisão de receita a partir das impressões de outros perfis verificados.

💡
As impressões representam o número de vezes que um determinado Tweet foi visto na plataforma do X/Twitter em um contexto orgânico (ou seja, sem ser um anúncio). Fonte: X

O processo, mal comparando, é semelhante ao de outras plataformas, mas com algumas particularidades. De acordo com a X/Twitter, são elegíveis à divisão de receita quem:

  • Tem uma assinatura paga ou está vinculado a uma Organização Verificada;
  • Teve pelo menos 5 milhões de visualizações orgânicas de posts nos últimos 3 meses;
  • Tem pelo menos 500 seguidores.

Além disso, todos os pagamentos precisam ser feitos pela mesma empresa, a processadora de pagamentos Stripe.

Como é possível notar, não é qualquer um que vai conseguir monetizar o próprio conteúdo. Mas quem cumprir os requisitos terá incentivo mais do que suficiente para, sempre que possível, criar conteúdo que gere engajamento e impressões de outros verificados.

Ajude o Núcleo a continuar fazendo análises como essa com apenas R$10.

Enquanto algumas redes sociais estão correndo atrás de soluções para seus problemas, o X tem se mostrado quase que literalmente um poço sem fundo de conteúdos extremistas e decisões questionáveis. Tudo isso com aval de seu atual dono, Elon Musk.

Apesar dessa rede estar notoriamente naufragando, ela ainda é influente e pauta outras redes e a sociedade, como bem disse outro artigo aqui no Núcleo. E é aí que mora o perigo.

Mas por quê? Lembra que a monetização é feita a partir de impressões de perfis verificados?

Pois então, quem mais tem puxado o bonde dos verificados é justamente a extrema-direita.

E não é apenas exposição que se ganha sendo verificado agora. É literalmente dinheiro, por mais que não seja uma grande fortuna.

Portanto, se você se deparar com um tweet que te dê raiva, respire fundo e lembre-se que, mais do que nunca, há agora incentivo financeiro para pescar sua fúria.

Ao morder essas iscas, cria-se engajamento e espaço para que outros perfis verificados (mesmo que não-monetizados) interajam com você na thread, criando um ecossistema que se retroalimenta de indignação e a transforma em lucro a atores ruins, ao custo, claro, da sua sanidade e do debate público.

X não serve como fonte de informação confiável
Incentivos errados e decisões desastrosas de Musk transformaram a rede um dos piores lugares para obter informações do conflito entre Israel e Hamas.
Por Leonardo Coelho
Edição Sérgio Spagnuolo
Twitter/X
Acesse o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.