Cadastre-se gratuitamente nas nossas newsletters

Se você já baixou aplicativos que dizem rastrear cupons de desconto e prometem até cashback via PIX, cuidado! Centenas de usuários relatam ter enfrentado perdas financeiras, que variam de R$90 a R$300, em compras irreversíveis, graças a aplicativos como o "Códigos Lucrativos". O Núcleo identificou mais de 1.200 anúncios pagos sobre o app nas principais redes da Meta.  

Anti-anti bloqueadores
Tá cada vez mais difícil fugir dos anúncios do YouTube. Muita gente, ao ignorar os anúncios, recebem uma mensagem onde a plataforma se recusa a liberar os vídeos e dá duas opções: ou você permite os anúncios no site ou experimenta o período de degustação do YouTube Premium.

Tá funcionando
As notificações de alerta no Facebook e Instagram sobre crianças desaparecidas, o Amber Alert, começou oficialmente a funcionar, após publicação no Diário Oficial da União (DOU).

Ouvindo e comprando
O Spotify agora promove produtos dos seus artistas favoritos. A venda não é feita diretamente, quem quiser comprar algum merchan será redirecionado para outrass plataformas. Mas olha: os preços para artistas gringos são em dólar e, aparentemente, a plataforma não fará a conversão para as moedas locais.

Sem lucro
Uma proposta elaborada pelo deputado Mauricio Marcon (PODE-RS), vice-líder da oposição ao governo na Câmara, apresentada à Comissão de Comunicação da Câmara dos Deputados busca impedir que as plataformas digitais lucrem com conteúdos em domínio público e temas como política, saúde e democracia. 

Não quero pagar
Em setembro o TikTok foi multado por violar o Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR) da União Europeia, a rede social não estava cuidando dos dados privados de crianças e adolescentes usuária do aplicativo. Mas a rede entrou com um recurso no Tribunal Geral da União Europeia contra a multa de €345 milhões, mas é improvável que seja aceito.

Só US$ 1 por ano
Chegou o momento que os twitteiros de plantão não imaginavam. O X (antigo Twitter) já começou a cobrar acesso à plataforma nas Filipinas e Nova Zelândia. O custo? US$ 1 por ano de novas contas. Tem quem ache que pode ser uma tática de Musk para conseguir acesso aos cartões de crédito dos usuários.

Sem transfobia
O Ministério Público Federal ajuizou uma ação civil pública para pressionar o Twitter a adotar medidas eficazes para combater a transfobia e proteger a população LGBTQIAPN+ online. Vale lembrar que em abril, o X removeu proteções para usuários transgêneros que estavam presentes em sua Política de Discurso Violento. 

Inacessível
Musk pode estar frustrado com os requisitos regulatórios da Lei de Serviços Digitais (Digital Services Act ou DSA, no original), na União Europeia, que impõem uma série de compromissos para que as empresas de tecnologia operem no bloco, e pode estar considerando tornar o Twitter/X inacessível por lá.

Culpa das redes sociais
Segundo relatório da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI), as manifestações antidemocráticas de 8.jan.2023 ganharam força por conta da desregulamentação das plataformas digitais.

Restrição de comentários
A Meta implementou medidas temporárias para restringir “comentários potencialmente indesejados ou inapropriados” em postagens relacionadas à guerra entre Israel e o Hamas.

⛏️
GARIMPO NO SITE
* Bolsonaristas boicotam chocolate que patrocina Felipe Neto
* Quer entender mais de Israel e Palestina? siga estes perfis
* Acusações de plágio soterram lançamento da Juliette
* Como as redes fizeram um publi implodir em tempo recorde
* Shereraze coroa trajetória nas redes com mãozada na cara
🔵
BATE-PONTO
* LinkedIn faz demissão em massa novamente
* Twitch ganha stories no ano da graça de 2023
* WhatsApp ganha suporte a login sem senha no Android
* Meta vai dar a opção de negar que o Instagram te rastreie por toda a web
* Snapchat libera incorporação de conteúdos públicos em outros sites
* WhatsApp permitirá usar duas contas no mesmo celular
* Canais de transmissão estão chegando ao Facebook
Acesse o NúcleoHub, nossa comunidade no Discord.